Você é fluente em franchising? Não, então vem cá que vamos te mostrar o beabá do franchising.

Se a sua ideia é comprar uma franquia, primeiro você precisa saber tudo sobre franchising.

Saber que uma franquia é o direito de uso de uma marca é muito superficial, franchising é muito mais que isso, e se você vai investir em uma franquia, conhecimento é a chave de tudo.

Abaixo respondemos uma série de perguntas que vão esclarecer um pouco o que é esse sistema, mas isso é só o começo, recomendamos você fazer os cursos oferecidos pela ABF Educação, e também ler mais artigos que vão te mostrar os caminhos para uma compra mais racional.

Nós estamos aqui para te ajudar para fazer a melhor escolha na hora de comprar uma franquia, mas você tem que ir atrás, conteúdo é o que não falta no portal.

 

O que é franchising?

O franchising permite o direito de uma pessoa, ou FRANQUEADO, usar o nome, a marca de uma empresa, e vender seus produtos e serviços.

A empresa que garante esse direito é chamada de FRANQUEADORA.

Os franqueados vão receber da franqueadora, entre outras coisas, treinamento, manuais de procedimentos e suporte para tocar a franquia.

 

Como se tornar um franqueado?

Se você quer abrir uma franquia, tem um passo a passo inicial.

Primeiro e meio óbvio, você precisa descobrir qual a franquia que quer abrir, pode começar pelo segmento, investimento e ai chega na marca, ou o contrário.

De qualquer forma, tem que pesquisar bastante para descobrir o que é que te interessa, o que te faria feliz. Se você já tiver algumas redes em mente, beleza, vai atrás de informações sobre elas.

Se já sabe o segmento, ok também, vai ver se é uma área que está crescendo, que oferece oportunidades, enfim, conheça melhor o mercado que vai atuar.

Dado esse primeiro passo, entre em contato com as franquias que selecionou, preencha o cadastro nos portais de franchising ou no próprio site da empresa, de um jeito ou de outro, elas vão entrar em contato contigo.

 

Como abrir uma franquia?

Você já recebeu o contato do pessoal da franquia, e agora é a fase de conhece os detalhes do negócio, e esse passo requer cuidados extras.

Você tem certeza que é esse mercado que você quer trabalhar?

Você tem certeza que é essa franquia que é mais adequada ao seu perfil?

Lógico que não dá pra ter certeza absoluta, mas se você já se aprofundou e gostou, se o sentimento é bom, então vai em frente. E ir em frente agora é começar a negociar sua entrada na rede, e provavelmente o pessoal da franquia vai te passar a Circular de Oferta de Franquia, a COF, um documento super importante e que você deve ler atentamente.

Importante: não é porque você recebeu a COF que está se comprometendo com o franqueador, essa é uma exigência da Lei de Franquias, que regulamenta o setor, dando-lhe mais transparência e seriedade, e você deve seguir esse importante passo.

Tem uma coisa importante na lei para fazer parte do seu beabá do franchising, veja:

 

Art. 2º Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços e, eventualmente, também ao direito de uso de tecnologia de implantação e administração de negócio ou sistema operacional desenvolvidos ou detidos pelo franqueador, mediante remuneração direta ou indireta, sem que, no entanto, fique caracterizado vínculo empregatício.

 

Bom, voltando a COF, tendo ela em mãos você saberá tudo sobre o negócio, terá a relação de franqueados e poderá fazer uma pesquisa ainda mais detalhada sobre a marca. Tudo isso para que você confirme sua real vontade de fazer parte da rede ou não.

Fale com os franqueados atuais e saiba se estão felizes, se estão ganhando dinheiro, e ajuste suas expectativas entre o sonho de ser franqueado e o que é o dia a dia de um franqueado.

 

Como funciona uma franquia?

No sistema de franchising, a franqueadora permite que você opere uma unidade usando o nome dela, e assim podendo comercializar seus produtos ou serviços.

A relação entre franqueador e franqueado é formalizada em um contrato entre as partes. Nesse contrato você vai saber todas as responsabilidades do franqueador e também as suas próprias responsabilidades como franqueado da marca.

No contrato tem os valores de investimento, taxas, o território, prazos, enfim, toda a  formalização da sua franquia. Também nessa fase você vai conhecer os procedimentos da marca, e o treinamento que receberá para tocar a franquia no dia a dia.

 

Por que comprar uma franquia?

Todos falam que a grande vantagem de comprar uma franquia é que o risco do negócio é menor do que se você fosse começar do zero. Tem outras coisas importantes, mas eu acho que esse é o melhor motivo mesmo.

Só vamos alinhar expectativas: como todo negócio, franquias tem risco sim.

Por que o risco de uma franquia é menor do que um negócio próprio começando do zero? Fácil, porque a marca já existe, já testou o produto ou serviço, já testou o modelo de loja, escola, etc., enfim, ela já errou pra caramba, já corrigiu os erros e foi em frente.

Se ela cresceu e tem várias unidades, mais uma prova que o modelo de negócios foi submetido a pressões e conseguiu passar por eles, mas dai a ter a expectativa que ele é infalível, esquece, todo negócio está sujeito a fechar, até banco, que gente sempre acha que é uma instituição super sólida, fecha.

Alinhada a expectativa do risco de dar errado, agora vem outro mito que deve cair: para dar certo você vai ter que trabalhar muito, seguir as determinações da marca e acreditar. Seja você, um sócio, ou uma pessoa de confiança, se não tiver trabalho duro, esquece, não vai dar certo, melhor deixar o dinheiro em alguma aplicação e ficar conferindo o extrato mês a mês no celular, sem nem ter que sair da cadeira.

 

Qual a franquia certa para mim?

E finalmente chegamos a pergunta de um milhão de reais, porque é isso que todo mundo quer saber.

Acho que as perguntas acima já deram um direcionamento, mas é claro que a resposta para a pergunta da franquia certa, é o famoso depende. Eu gosto até de falar que você vai comprar a franquia certa naquele momento de vida, mas que isso pode mudar lá na frente.

Para entender porque eu acho isso: você vai fazer sua escolha baseado em interesses específicos, habilidades e experiências que você tem até aquele momento. Nem vou falar em dinheiro, mas claro que você vai comprar baseado no quanto tem de grana disponível naquele momento também.

Você vai refletir sobre tudo isso, pensar na sua história de vida, o que quer para o futuros, os seus sentimentos, e ai tomar a decisão baseado nesse caldeirão todo.

Ou seja, depende de tudo isso para fazer a melhor escolha possível, é não é nada fácil. Dá até para comparar com a escolha da profissão: com dezessete para dezoito anos, você precisa escolher uma profissão e uma faculdade, sendo que com essa idade, e pouca experiência, pouquíssimos jovens sabem o que querem da vida.

Eu mesmo, me formei engenheiro, e não é com isso que trabalho hoje. Demorou vários anos para eu entender, e principalmente aceitar, que eu nunca seria um bom engenheiro, porque não era isso que eu realmente queria ser.

Bom, acho que também precisa alinhar essa expectativa do que é escolha certa, versus escolha certa naquele momento, e sabendo disso, vai te ajudar a fazer a melhor escolha possível.

 

Quanto custa uma franquia?

Tem franquia de tudo que é valor de investimento.

É importante entender como é feito esse cálculo, olha a tabela abaixo:

Valor Mínimo – R$ Valor Máximo – R$
Capital para instalação 1.000 30.000
Taxa de franquia 1.000 30.000
Capital de giro 500 15.000
Investimento Total 2.500 75.000

Entre os associados da ABF, tem franquias que custam menos de mil reais, e de franquias que custam mais de 6 milhões de reais.

Ou seja, aqui a escolha depende muito mais de quanto você tem ou quer investir, porque com certeza vai ter alguma que está dentro deste valor estipulado.

 

Quanto dinheiro eu posso ganhar com uma franquia?

Aqui também temos de tudo, porque entre as associadas, temos marcas que falam em faturamento médio de 3 mil reais por mês e outras que podem ultrapassar os 200 mil.

E isso que estamos falando de faturamento médio, dentro de uma mesma rede podem ter variações de franqueados ganhando, por exemplo, 5 mil, e outros ganhando 12. Isso vai depender de uma série de fatores, como localização, tamanho da loja e claro a performance do próprio franqueado.

Esse é um ponto que tomar cuidado, e novamente vou falar em expectativas, afinal o faturamento médio pode variar ao logo do tempo. Tivemos recentemente uma greve de caminhoneiros que afetou o abastecimento, isso certamente teve reflexos no faturamento.

Ou seja, como no exemplo que dei do franqueado ganhando 5 e outro 12 mil, existem muitas variações, de localização, economia, até de clima entre outras, que podem interferir nesse número. Importante ter isso em mente quando se fala em faturamento médio, porque se o seu for maior que a média, tá tudo bem, mas se for menor, não necessariamente isso é ruim.

Fonte: Portal do Franchising

www.portaldofranchising.com.br