Regiane Cruz e o marido Ricardo Vieira tiveram a ideia de abrir uma hamburgueria artesanal em 2016. Eles recebiam muitos amigos em casa, Ricardo cozinhava muito bem e sempre ganhava elogios. Então, somaram a necessidade de complementar a renda, as habilidades culinárias do Ricardo, a formação em design gráfico de Regiane e um empréstimo de R$ 10 mil e inauguraram a primeira loja da Pantcho’s House Burguer. ⠀

O diferencial do negócio foi abrir a loja na periferia de São Paulo, no Grajaú. “Sempre que queríamos comer algo diferente, tínhamos de ir à região central e, por conta da distância, as pessoas acabavam ficando nos seus bairros mesmo”, afirma Regiane.

Eles tinham medo do negócio não dar certo, mas a primeira loja da Pantcho’s House Burguer, que comportava até 35 pessoas, chegava a ter uma fila com cerca de 90 pessoas do lado de fora esperando, aos finais de semana. O casal, então, decidiu procurar o auxílio do #Sebrae, que os orientou na mudança para um lugar maior. Regiane e Ricardo mudaram para outra loja com mais espaço, mas, mesmo assim, as filas não diminuíram. Hoje a hamburgueria recebe pessoas de todos os cantos da cidade. E eles não querem parar por aí, o foco agora é expandir ainda mais e atingir outros bairros da periferia, porque eles acreditam que esse é o diferencial do negócio.

Fonte: Portal do Franchising
www.portaldofranchising.com.br 🍔

👏#empreendedorismo #negocios #sucesso#inovação #franquia #consultoria