Ficando no 0x0 sem lucros nem perdas.

Ficando no 0x0 sem lucros nem perdas.

João mal dormiu quando tomou conhecimento dos impostos que teria que pagar em sua operação de quiosque de brigadeiros que deseja abrir em um shopping center. Assim, resolveu fazer uma simulação para saber quanto teria de lucro, ou prejuízo, para diversos níveis de vendas. Até ficou curioso para saber qual seria o ponto de “break even”, aquele ponto das vendas em que as contas se equilibram, e não há lucro nem perdas. Ele montou uma planilha em Excel no seu computador e colocou como variável fixa o preço de venda, de RS 5, o custo de mercadoria vendida, de R$ 2 (custo do brigadeiro mais a embalagem individual), e os custos fixos de mão de obra mais leis sociais, aluguel e  energia elétrica, que somam R$ 15 mil. Optou pelo regime tributário Simples Nacional, dado o faturamento previsto se enquadrar na faixa 3, ou seja, entre R$ 540 mil e R$ 720 mil anuais. Para simplificar, adotou esta alíquota para simplificar, adotou esta alíquota para todas as faixas de sua simulação.

Optou pelo regime tributário Simples Nacional, dado o faturamento previsto se enquadrar na faixa 3, ou seja, entre R$ 540 mil e R$ 720 mil anuais. Para simplificar, adotou esta alíquota para todas as faixas de sua simulação. Então, ele criou quatro colunas e colocou, no cabeçalho de cada uma, um determinado volume de vendas mensais: 2.500, 5.000, 7.500 e 10 mil unidades. Dependendo do número das vendas, variaram a receita e os custos variáveis –eles dependem da quantidade vendida. Por sua vez, o item impostos variou em função da receita.

João verificou que, se vender 2.500 ou 5.000 brigadeiros, terá resultado negativo, ou seja, prejuízo em sua operação. Se vender 7.500 ou 10 mil brigadeiros, terá lucro. Daí se perguntou: quantas unidades teria que vender para ficar no 0 a 0?

Ele foi variando o volume de vendas até atingir lucro zero. Isto se deu com 5.719 unidades vendidas, ou uma média de 190 brigadeiros por dia, considerando 30 dias por mês. Ele lembrou que, nas suas andanças e pesquisas em outros shoppings, os quiosques visitados disseram que vendiam 250 unidades por dia. Ficou mais tranquilo, e pensou que, agora, seu próximo passo será verificar em quanto tempo se dará o retorno do seu investimento.

 

* Alberto Ajzental é engenheiro civil pela Poli-USP e mestre e doutor pela Eaesp-FGV. Foi e é professor de estratégia de negócios, marketing e de economia nas escolas ESPM-SP e Eesp-FGV. Autor dos livros “A Construção de Plano de Negócios” (Ed. Saraiva), “História do Pensamento em Marketing” (Ed. Saraiva) e “Complexidade Aplicada à Economia” (Ed. FGV).

Fonte: https://economia.uol.com.br/empreendedorismo/noticias/redacao/2017/07/21/quanto-voce-teria-que-vender-para-ficar-no-0-a-0-sem-lucro-nem-perdas.htm

Leave a reply